Preço do aluguel em SP cresce quase 1% em janeiro

Quem fechou contrato de um novo aluguel na maior cidade da América Latina no mês de janeiro pagou um pouco mais caro que os novos inquilinos dos últimos meses.

0
196

Quem fechou contrato de um novo aluguel na maior cidade da América Latina no mês de janeiro pagou um pouco mais caro que os novos inquilinos dos últimos meses. Isso porque o preço médio do aluguel em São Paulo cresceu 0,9% em relação a dezembro de 2016. No acumulado de 12 meses, a taxa cresceu 0,7%, segundo o Sindicato da Habitação (Secovi-SP) – é a primeira alta desde junho de 2015.

O aumento, entretanto, ainda é menor que a variação do Índice Geral de Preços do Mercado, que fechou em 6,6% no período. Medido pela Fundação Getúlio Vargas, é o IGP-M que serve de parâmetro para a correção dos aluguéis. Mesmo com a variação, os preços do mercado estão cerca de 2,7% mais baixos que os de 2015, segundo o Secovi.

“Essa leve alta em janeiro, aproximando mais um pouco a variação do valor médio de locação ao IGP-M, finalmente, manifesta uma tênue reação e uma tendência de equilíbrio para os próximos meses”, afirma o vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do sindicato, Rolando Mifano.

Variação

As taxas de reajuste em janeiro variaram de acordo com o tamanho do imóvel. Nas residências de três dormitórios, os preços subiram 2,5%. Nas de dois, 1,1%. Já os imóveis de apenas um dormitório recuaram 0,3%. Em 46% dos contratos, a modalidade de garantia mais utilizada foi a do fiador, seguida de depósito caução (36,5%) e seguro-fiança (17,5%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here